Notícias

No Dia Mundial do Refugiado, que se assinalou a 20 de junho, a Fundação Inatel marcou presença no Centro de Acolhimento para Refugiados (CAR) da Bobadela, concelho de Loures.

“No nosso coração não há um Dia dos Refugiados; todos os dias são Dias do Refugiado”, assinalou o presidente da República durante esta visita a este centro do Conselho Português para os Refugiados (CPR).

Marcelo Rebelo de Sousa garantiu que Portugal “está disponível para receber mais” pessoas e salientou o “esforço” feito pelo nosso país no acolhimento a estes cidadãos. O chefe de Estado admitiu, ainda, a existência de refugiados em “movimento”, mas que são “casos isolados”: “Pode haver um ou outro caso de pessoas ou de famílias que estão em movimento em Portugal, porque nós somos um país livre: acolhemos os refugiados, mas não controlamos os refugiados. Isto não é um Estado Policial e, portanto, pode haver um ou outro caso de famílias que não são encontráveis durante um período de tempo, são casos isolados.”

Nesta visita estiveram também presentes a ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, o ministro-adjunto, Eduardo Cabrita, a secretária de Estado para a Igualdade e Cidadania, Catarina Marcelino, e o presidente da Câmara de Loures, Bernardino Soares.